Blog de Ângelo Vieira da Silva, Marido da Keila, pai do Rafael. Cristão Calvinista, Pastor Presbiteriano. Pesquisador dedicado. Cruzeirense e Gamer de clássicos.

A NATUREZA DOS ANJOS

A Bíblia ressalta no Sl 34.7 que o anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem e os livra.  Em contrapartida, alguns líderes promovem em suas Igrejas a Campanha de Troca do anjo da Guarda. Daí, fica a pergunta: o que fazer?

Não sei o que é pior: trocar de anjo ou ensinar que os homens têm anjo da guarda. Independentemente deste besteirol, devemos nos despertar para a compreensão bíblica acerca dos anjos, os mensageiros de Deus. Como Martinho Lutero afirmou, anjos são criaturas espirituais sem corpos, criadas por Deus para o serviço da cristandade e da igreja. 


Biblicamente os anjos são seres criados (Sl 148.2, 5). Como criaturas não devem ser adorados.  Eles são seres espirituais, incorpóreos (Mt 8.16; Ef 6.12; Lc 24.39), 
racionais, morais e imortais (Ef 3.10; Mt 24.36; Mc 8.38; Jo 8.44; Lc 20.35-36). Por seres racionais quer se dizer que os anjos são dotados de inteligência e de vontade. Por seres imortais que eles são perpétuos, mas não eternos. Por seres morais que os anjos estão sob obrigação moral, isto é, são recompensados pela obediência, e punidos pela desobediência. 

É claro que há anjos bons e anjos maus, mas nem sempre foi assim. Jd 6 revela  um estado original  para os anjos e II Pe 2.4 descreve a sentença para anjos que pecaram.


Paulo ressalta em Cl 1.16 que os anjos são invisíveis: “pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele”. 

Não se esqueça: “E não é de admirar, porque o próprio Satanás se transforma em anjo de luz”. (II Co 11.14).  

A realidade dos anjos aponta para a realidade do mundo espiritual, sem dúvida. Contrariando os saduceus (At 23.8), “os anjos são prova de que o mundo invisível é real (GRUDEM)”. Segundo Stanley M. Horton, o estudo dos anjos é parte vital da teologia tendo valor tangencial e implicações para outros ensinamentos da Bíblia, como os tempos do fim, uma vez que os anjos estão incluídos nos eventos da primeira e segunda vindas.

Pense nisto antes de trocar seu "anjo da guarda"!

Rev. Ângelo Vieira da Silva
Compartilhar no Google Plus
    Blogger Comment

1 comentários:

  1. aprendi que anjos são apenas mensageiros. Um anjo pode guardar alguém, como dizem os católicos?

    ResponderExcluir

Comente essa postagem aqui:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial