Blog de Ângelo Vieira da Silva, Marido da Keila, pai do Rafael. Cristão Calvinista, Pastor Presbiteriano. Pesquisador dedicado. Cruzeirense e Gamer de clássicos.

O SIGNIFICADO DA ADORAÇÃO - PARTE 2


Depois da importante reflexão na primeira parte do artigo, verificar a importância bíblica da adoração é essencial. Utilizarei, essencialmente, dois textos da Bíblia para tanto. Um deles é Dt 6.5, que diz: “Amarás, pois, o SENHOR, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de toda a tua força”.

A palavra TODO, ainda que esteja subordinada as palavras-chaves, é importante para a compreensão desse texto bíblico. Ela pode significar “completo”, “integral”, “totalidade”. Outrossim, as palavras-chaves do texto são: “Coração”, “Alma” e “Força”. Portanto, Veja que lição preciosa há neste estudo de palavras:

1) CORAÇÃO: para o judeu é a sede da mente e da vontade.

2) ALMA: para o judeu é a fonte de vida.

3) FORÇAS:  ênfase; o corpo físico desenvolver sua força de ação.

Assim, adorar é a entrega COMPLETA de um CORAÇÃO, com INTEGRALIDADE de ALMA e com a TOTALIDADE de FORÇAS.

Temos nas três palavras acima o entendimento de que o significado de nossa adoração partirá de aspectos da mente, do espírito e da atitude. A adoração é significativa para o cristão porque Deus atua no ser humano por completo. Não há verdadeira adoração em um ou outro extremo. Há adoração quando esta é feita integralmente, isto é, com toda nosso coração, alma e força. Neste sentido, cada vez que adoramos, declaramos nosso amor a Deus em reação ao amor que ele nos amou. É simples, se nós o amamos, é porque ele nos amou primeiro (1 Jo 4.19).

O outro texto básico de nosso estudo é Hb 13.15: “Por meio de Jesus, pois, ofereçamos a Deus, sempre, sacrifício de louvor, que é o fruto de lábios que confessam o seu nome”.

Neste texto será interessante notarmos que Jesus é o meio pela qual nos achegamos a Deus. Só podemos adorar a Deus por causa de Jesus. Ele é o nosso sacerdote; é aquele que se ofereceu uma vez por todas para que nós pudéssemos nos apresentar continuamente a Deus com louvores e celebração.

A expressão fruto de lábios remonta a Os 14.2. Isto quer dizer que a adoração só pode acontecer significativamente se arrependermos de nossos pecados e vivermos uma vida santa diante de Deus. Mas, por que? É simples! Nossa vida TODA deve ser um cântico de adoração expresso em palavras e ações que agradam ao Senhor como um sacrifício vivo.

Portanto, podemos concluir que o significado da adoração está:

1) NO SEU AUTOR: que é Deus.

2) NA SUA FONTE: que é Deus.

3) NO SEU MOTIVO: que é Deus.

Assim, nossa adoração começa e se processa em Deus. Contudo, ela nunca se findará, pois Deus não "se acaba", não morre. É por isso que a adoração é uma declaração (eterna). Declaramos o que Deus significa para nós. É por isso que é uma reação (eterna). Reagimos ao que Deus fez em nós e por nós. Este é o significado da Adoração.

PARA PENSAR: “Deus tem recebido toda a adoração do meu coração, todo o poder da minha vontade e toda influência da minha vida” (Willian Booth, Exercito da Salvação).

Rev. Ângelo Vieira da Silva

Compartilhar no Google Plus
    Blogger Comentario

0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa postagem aqui:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial