Blog de Ângelo Vieira da Silva, Marido da Keila, pai do Rafael. Cristão Calvinista, Pastor Presbiteriano. Pesquisador dedicado. Cruzeirense e Gamer de clássicos.

HINO 326: UMA LETRA DE FÉ, ORAÇÃO E TRABALHO. UMA HOMENAGEM AOS HOMENS PRESBITERIANOS DO BRASIL


Pense um pouco: por que cantamos? (...) Cantamos na alegria e na tristeza, na luta e na bonança, na fartura e na pobreza, na dúvida e na esperança. Enfim, amamos cantar. Como diria um poeta, “cantar é traduzir em sons”. Nesse sentido, através de cânticos espirituais, solos, corais, hinos, traduzimos nossa vida com Deus, cheia de notas com ritmo, harmonia e melodia eternas. Os homens presbiterianos de nosso Brasil podem traduzir sua vida com Deus no hino oficial da União Presbiteriana de Homens (UPH), de número 326 no Hinário Novo Cântico (HNC). Em homenagem a cada um deles traduzo essa singela reflexão no hino oficial destes verdadeiros pescadores de homens.

1. TRADUZINDO A NECESSIDADE DE FÉ NO SENHOR:

A palavra do Deus fala-nos que a fé “é a certeza das cousas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem” (Hb 11.1). Cantar sobre a fé no hino oficial da UPH significa ter certeza do testemunho que se deve prestar para a glória do Salvador, o bom testemunho que os antigos obtiveram (Abel, Enoque, Noé, Abraão, Moisés...). A fé, de mãos dadas com o vigor, fará a mensagem varonil do evangelho de Cristo chegar a todo o Brasil. O Senhor conclama aos homens presbiterianos entenderem esta mensagem, preciosa pelo valor do sangue que verteu, dolorosa, pela cruz onde, bondoso, padeceu.

2. TRADUZINDO A PRÁTICA DA ORAÇÃO AO SENHOR:

O Deus Trino nos ordena: “orai sem cessar” (1 Ts 5.17). Cantar sobre a oração no hino oficial da UPH significa crer no seu perenal poder transformador. Para o anuncio da mensagem triunfal é mister nos prepararmos com orações repletas de fé. Com Jesus, fé e muita oração, encontraremos a paz em nosso coração. Quanto ao “nosso grande e bom país, olhando o seu porvir, terá bênção copiosa a espargir, o Brasil será feliz”! É o que soa das vozes viripotentes dos homens presbiterianos de fé e oração.

3. TRADUZINDO O ZELO NO TRABALHO DO SENHOR:

Vamos nós trabalhar, não somos servos de Deus? Cantar sobre o trabalho no hino oficial da UPH significa cumprirmos o “ide e pregai” de Jesus a toda criatura, batizando-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, ensinando-as a guardar todas as coisas que o mestre ensinou (Mt 28.19-20). Para que tenhamos zelo e sucesso no trabalho do Senhor se faz necessário o entendimento de que somos mais fortes quando nos lembramos da vasta confederação de homens que nos une, fortalecendo nossos braços e esforços em torno de um mesmo propósito: a expansão do Reino de Deus. O trabalho do Senhor exige vocação regada de piedade e milhares de homens lutando pela unidade. Sendo assim, veremos a grandiosa obra de Jesus, nosso Senhor, cada dia mais “poderosa, forte, bela e triunfal, arvorando, com amor, pendão real, exaltando seu labor”!

Em suma, lembrem-se do que Jesus disse: “e Eu vos farei pescadores de homens” (Mt. 4.19); lembrem-se do CEU (Confiança em Jesus, Entusiasmo na ação, União fraternal); e lembrem-se de traduzir vossas vidas espirituais na expressão do hino 326: “Sim, lutemos por Cristo Jesus, apontando aos descrentes ateus o caminho repleto de luz, ó varões santos, filhos de Deus”. 

Parabéns, homens presbiterianos do Brasil.

Rev. Ângelo Vieira da Silva
Compartilhar no Google Plus
    Blogger Comentario

0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa postagem aqui:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial