ANSIEDADE E DECISÃO


A relação entre ansiedade e decisão pode ser vislumbrada a partir de uma simples ilustração. Imagine um relógio que começou a calcular o trabalho que teria de fazer no ano seguinte. Pois bem, o aparelho pensou subitamente: — Eu tenho que tiquetaquear duas vezes por segundo... Sim, isso quer dizer que terei que tiquetaquear 120 vezes a cada minuto e, em uma hora, 7.200 vezes. Durante o dia – são vinte e quatro horas! – tiquetaquearei 172.800 vezes. Ah! Num ano precisarei tiquetaquear 63 milhões de vezes. Oh! Isso é demais, até para um bom relógio como eu... Assim, de cifra em cifra, presumindo o imenso trabalho que teria pela frente, o relógio não resistiu. Teve um colapso e pifou.

SOBRE O DESASTRE NO VALE DO RIO DOCE

Foto da Internet
“Os aflitos e necessitados buscam águas, e não as há, e a sua língua se seca de sede; mas eu, o SENHOR, os ouvirei, eu, o Deus de Israel, não os desampararei. 18 Abrirei rios nos altos desnudos e fontes no meio dos vales; tornarei o deserto em açudes de águas e a terra seca, em mananciais (Is 41.17-18).

Já há quem diga que o desastre ocorrido na última quinta-feira (05/11/2015) é o maior da história de Minas Gerais, quiçá do Brasil. Vislumbrar como o rompimento das barragens da Samarco Mineradora (Santarém e Fundão) destruiu, imediatamente, a vida de centenas de pessoas e, progressivamente, afetará a vida de centenas de milhares por todo o Vale do Rio Doce, é angustiante. Muitos morreram. Há desaparecidos e desabrigados. O abastecimento de água está/estará prejudicado em muitas localidades. Aproximadamente, são sessenta bilhões de litros de água contaminada que causarão ainda muita destruição desde o distrito de Bento Rodrigues até a foz do Rio Doce no Espírito Santo (e até no mar).