TRÊS PERGUNTAS ACERCA DO DÍZIMO

O que é o dízimo? Biblicamente, dízimo é a décima parte de colheitas e/ou de animais que os israelitas ofereciam a Deus conforme Lv 27.30-32 e Hb 7.1-10. Portanto, é a décima parte do sustento de cada um. O dízimo é uma bênção antes mesmo da lei de Moisés (Gn 14.20 e Hb 7.2, 4); de tudo deu Abrão o dízimo a Melquisedeque (que tipificava Cristo), Rei de Salém. O dízimo é para ser entregue com confiança (Gn 28.22), pois é santo para o Senhor (Lv 27.32). O dízimo só não é bênção quando praticado "farisaicamente". Em Mt 23.23 Jesus diz: “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho e tendes negligenciado os preceitos mais importantes da Lei: a justiça, a misericórdia e a fé; devíeis, porém, fazer estas coisas, sem omitir aquelas!”. Jesus ensinou que os fariseus deveriam dar o dízimo e viver a misericórdia, justiça e fé. Não podemos ser meio-crentes; temos que ser fiéis inteiramente. Os fariseus eram muito fiéis no dízimo. Lembre-se que em Lc 18.12 o fariseu diz em sua oração: “jejuo duas vezes por semana e dou o dízimo de tudo quanto ganho”. Será que um fariseu não é mais fiel que muitos de nós?