O QUE FAZER ANTES, DURANTE E DEPOIS DAS ELEIÇÕES?


No próximo domingo, entre 8h00min e 17h00min, ocorrerá a eleição para as funções de prefeito e vereador dos municípios do Brasil. Uma jornada preparatória envolvendo o calendário eleitoral, registro e divulgação de candidatos, apresentação de estatísticas, normas e documentações, bem como disponibilização de pesquisas de opinião pública sobre o pleito e candidatos fizeram parte desse tempo. Tudo feito como preparação para o importante dia que está chegando. Diante disso, o propósito desta reflexão é contribuir com o exercício da Cidadania antes, durante e depois das eleições.

1) ANTES DAS ELEIÇÕES. Cidadania em foco. Até o dia do pleito é essencial que se conheça bem os candidatos e suas propostas. Fuja do “disse, me disse”. Conheça o que os candidatos almejam em diálogo franco com os seus projetos. No jogo político os partidos são como times de futebol que querem marcar gols e vencer a partida. Nesse tempo, a preferência política-partidária do eleitor norteará suas escolhas e poderá decidir o campeão. Por outro lado, o candidato precisa recordar que será um representante do povo. Deve aprender a ouvir como tal, mesmo que não seja agradável muitas proposições. Como a Constituição Brasileira legisla, “todo poder emana do povo e em seu nome é exercido”. Entre um e outro, a cidadania plena no gozo dos direitos/deveres civis e políticos carece de ser o ponto de convergência nas eleições em nosso país.

2) DURANTE AS ELEIÇÕES. Cidadania em voto. O voto é a expressão máxima da Cidadania. Procure ir cedo a sua sessão eleitoral para votar. Não se esqueça dos números de seu candidato à Prefeito (XX) e Vereador (YYYYY). Como já sabemos, a votação será mediante a urna eletrônica. Digite o número de seu candidato, confira a foto e aperte a tecla CONFIRMA. Caso tenha errado, acione a tecla CORRIGIR e insira o novo número. É importante relembrar que a distribuição de propaganda política no dia da eleição, a conhecida “Boca de Urna”, é ilícito penal eleitoral. Fundamentalmente, os cristãos precisam ser honestos em virtude da regra de fé que postulam. Como afirmou o escritor cristão John Blanchard, “a honestidade não é a melhor política - é a única”.

3) DEPOIS DAS ELEIÇÕES. Cidadania em loco. Independentemente do resultado das eleições, os cristãos comprometidos com as Escrituras Sagradas são convocados a “honrar o Rei” (1 Pe 2.17). A tradução do termo grego basileus remete aos líderes de um povo, príncipes, comandantes, senhores da terra, reis. Os cristãos, como cidadãos, devem estimar seus governantes, ajudá-los no desempenho de suas funções, orar com eles e por eles. Eis o exercício da Cidadania e do Cristianismo. Seja seu candidato vencedor ou não, é dever de todo cidadão se empenhar pelo bem de todos, do outro, da comunidade, da cidade, dos líderes e liderados.

Estou plenamente convencido que os candidatos eleitos estarão de conformidade com a vontade divina (Dn 2.21). Subscrevo, portanto, a proposição da Confissão de Fé da Igreja Presbiteriana do Brasil: “Deus, o Senhor Supremo e Rei de todo o mundo, para a sua glória e para o bem público, constituiu sobre o povo magistrados civis que lhe são sujeitos, e a este fim, os armou com o poder da espada para defesa e incentivo dos bons e castigo dos malfeitores (Rm 13.1-4; 1 Pe 2.13-14)”.

Rev. Ângelo Vieira da Silva

O PAPEL BÍBLICO DOS PAIS - PARTE 3



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 

O PAPEL BÍBLICO DOS PAIS - PARTE 2



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 


O PAPEL BÍBLICO DOS PAIS - PARTE 1



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 

UM SÓ DEUS



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 

UM SÓ DEUS SOBRE TODOS - PARTE 2



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 

UM SÓ DEUS SOBRE TODOS - PARTE 1



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 

A FAMÍLIA DO CARCEREIRO - PARTE 5



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 

A FAMÍLIA DO CARCEREIRO - PARTE 4



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 

A FAMÍLIA DO CARCEREIRO - PARTE 3



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 

O LIVRO COM SETE SELOS - O SEXTO SELO



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 

O LIVRO COM SETE SELOS - O QUINTO SELO



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 

O LIVRO COM SETE SELOS - INTRODUÇÃO



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 

JESUS, O GRANDE EU SOU – PARTE 8



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 

BEM AVENTURADOS OS MISERICORDIOSOS


“Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia” (Mt 5.7).

A quinta bem-aventurança não é uma menção a qualquer misericórdia humana desassociada de Jesus, ou divina que alcança todos os homens. O homem natural pode ser misericordioso, mas sua filantropia não resulta de uma experiência com Deus (At 28.2; At 27.3). Ora, o Mestre fala da misericórdia que resulta de uma relação espiritual com o Senhor. Igualmente, a Bíblia descreve que Deus é amor, o Pai das misericórdias (2 Co 1.3), e muitos acreditam que a misericórdia divina alcançará todos os homens no fim, no dia do juízo. Bem, “alcançar misericórdia” é obra da graça divina, não das obras humanas: “Pois ele diz a Moisés: Terei misericórdia de quem me aprouver ter misericórdia e compadecer-me-ei de quem me aprouver ter compaixão. Assim, pois, não depende de quem quer ou de quem corre, mas de usar Deus a sua misericórdia... Logo, tem ele misericórdia de quem quer e também endurece a quem lhe apraz”... “Porque o juízo é sem misericórdia para com aquele que não usou de misericórdia. A misericórdia triunfa sobre o juízo”. (Rm 9.15-18; Tg 2.13).

Compreenda: o termo “misericordiosos” (eleemon, gr.) remete àquele que “oferece ou busca ajuda em tempo de aflição”. É mais do que “sentir compaixão na miséria do outro”, pois também envolve àquele que “sente sua própria miséria e precisa de compaixão”. São dois lados de um resoluto ato, não meramente um sentimento ou estado. Como bem declarou o comentarista bíblico Ralph Earle, misericórdia é a “bondade em ação”. O Jesus misericordioso nos ama e decidiu provar esse amor por meio de seu sacrifício: “Por isso mesmo, convinha que, em todas as coisas, se tornasse semelhante aos irmãos, para ser misericordioso e fiel sumo sacerdote nas coisas referentes a Deus e para fazer propiciação pelos pecados do povo” (Hb 2.17). Agora, os cristãos devem, igualmente, serem misericordiosos uns com os outros (Rm 15.7; Ef 4.32; Cl 3.12) e com o próximo que ainda não conhece o Senhor (Gl 6.10). Desse modo, a quinta bem-aventurança ensina que são extremamente felizes os cristãos que, reconhecendo sua condição de miséria espiritual, recebem o amor de Deus em seu favor e que são, obrigatoriamente, agentes da mesma misericórdia em relação ao próximo, como sinal de gratidão. Logo, a parábola do credor incompassivo será perfeita para o entendimento da quinta bem-aventurança: “Então, o seu senhor, chamando-o, lhe disse: Servo malvado, perdoei-te aquela dívida toda porque me suplicaste; não devias tu, igualmente, compadecer-te do teu conservo, como também eu me compadeci de ti?” (Mt 18.32-33). Portanto, como a oração do Senhor expressa, “perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores... Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celeste vos perdoará; se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, tampouco vosso Pai vos perdoará as vossas ofensas” (Mt 6.12, 14-15).

Finalmente, o Senhor ensina que seu discípulo deve exercer a misericórdia; não é uma opção. Nesse sentido, o cristão misericordioso com seu próximo experimentará a misericórdia divina a cada dia. Para com o benigno Deus será benigno (II Sm 22.26). Qual é a promessa desta bem-aventurança? Ora, o ciclo da misericórdia se renovará a cada manhã: “As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade”. (Lm 3.22-23).

Rev. Ângelo Vieira da Silva

JESUS, O VERDADEIRO MESTRE



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 

POR ESTA CAUSA ME COLOCO DE JOELHOS DIANTE DO PAI



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 

O ESPÍRITO SANTO, A TERCEIRA PESSOA DA TRINDADE



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 


BEM-AVENTURADOS OS QUE TÊM FOME E SEDE DE JUSTIÇA


“Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão fartos”.
“Bem-aventurados vós, os que agora tendes fome, porque sereis fartos”.
(Mt 5.6; Lc 6.21a)

Jesus revelou que aqueles que têm fome e sede de justiça são bem-aventurados. É um equívoco compreender as palavras do Senhor como se referindo a alguma justiça no homem ou em suas obras. Na verdade, o Senhor censurou tal pensamento ao exortar os “fartos”: “Ai de vós, os que estais agora fartos! Porque vireis a ter fome...” (Lc 6.25a). Entenda: em termos espirituais, as Sagradas Escrituras descrevem que a justiça humana não é a justiça divina. O homem natural não é justo em si: “Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças, como trapo da imundícia; todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniquidades, como um vento, nos arrebatam” (Is 64.6). Aliás, a situação espiritual deste homem é judicialmente indefensável (Jr 2.22; Sl 49.7). Seria um engano pensar que a justiça divina se fundamenta em obras humanas. Como bem ressaltou o teólogo batista Adolf Pohl, “a justiça é dádiva, que não se conquista com esforço, e sim se recebe de presente”. Portanto, a justiça divina só pode ser imputada ao homem: “Ele creu no SENHOR, e isso lhe foi imputado para justiça” (Gn 15.6; leiam também Rm 4.3-9).

O termo “justiça” (dikaiosune, gr.) está ligado a ideia da “condição de ser aceito por Deus” ou “dar a cada um o que é devido”, esse último num sentido judicial. Portanto, a partir do contexto das bem-aventuranças, são extremamente felizes os cristãos “considerados justos pelo sacrifício de Cristo” e que comunicam tal justiça ao mundo sedento, pois é a misericórdia do Senhor a base dessa justiça. Em Cristo ou fora dEle, Deus dá a cada um o que lhe é devido. No sentido forense, judicial, os cristãos são justificados por Jesus. Ele é a justiça de seu povo: “tal como o Filho do Homem, que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos”... “Nos seus dias, Judá será salvo, e Israel habitará seguro; será este o seu nome, com que será chamado: SENHOR, Justiça Nossa” (Mt 20.28; Jr 23.6). Lembre-se: Ele pagou a nossa dívida (Is 53.5-6).

Por outro lado, a bem-aventurança também ensina que os cristãos devem viver justamente. Num sentido ético, Jesus alertou que os justificados por Deus possuem uma conduta compatível com tal graça. O próprio contexto do "sermão do monte" demonstra essa verdade: “Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus... Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder em muito a dos escribas e fariseus, jamais entrareis no reino dos céus... Portanto, sede vós perfeitos como perfeito é o vosso Pai celeste”... “Guardai-vos de exercer a vossa justiça diante dos homens, com o fim de serdes vistos por eles; doutra sorte, não tereis galardão junto de vosso Pai celeste... buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” (Mt 5.10, 20, 48; Mt 6.1). Como bem declarou o teólogo reformado Simon Kistemaker, “embora seja impossível que as obras justifiquem alguém, é igualmente impossível que uma pessoa justificada possa viver sem praticar boas obras”.

Finalmente, a pergunta inevitável é: qual é a promessa desta bem-aventurança? Considerando as palavras “sede” e “fome” é certo que a promessa do Senhor é de “saciedade”. Jesus está falando de um suprimento espiritual: “Porquanto o que fora impossível à lei, no que estava enferma pela carne, isso fez Deus enviando o seu próprio Filho em semelhança de carne pecaminosa e no tocante ao pecado; e, com efeito, condenou Deus, na carne, o pecado”... “Jamais terão fome, nunca mais terão sede...”. (Rm 8.3; Ap 7.16a). Certamente, esta é a bem-aventurança do perdão: “Bem-aventurado aquele cuja iniquidade é perdoada, cujo pecado é coberto” (Sl 32.1).
Rev. Ângelo Vieira da Silva

LIÇÕES PARA O DIA-A-DIA DA OBRA DO SENHOR



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 

ATITUDES PARA O NAUFRÁGIO ESPIRITUAL



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 

JESUS, O GRANDE EU SOU – PARTE 7 - VIDA



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 


BEM-AVENTURADOS OS MANSOS


“Bem-aventurados os mansos, porque herdarão a terra” (Mt 5.5).

Os grandes equívocos na interpretação do sentido de “mansos” resumem-se em fraqueza e brandura. Ora, a mansidão não é sinônima de fraqueza! Jesus não está falando daquelas pessoas visivelmente enfraquecidas, fragilizadas, passivas, com falta de perspicácia ou de caráter. A força física, seja intensa ou apática, não é fator determinante para a bênção divina. Lembre-se que um dos grandes juízes de Israel foi o fortíssimo Sansão (Jz 13.24). Igualmente, a mansidão não se refere àquela total brandura. Sim, há pessoas que interpretam a bem-aventurança aplicando-a aquele grupo de pessoas de gênio brando, pacífico, sereno, tranquilo, quieto. Todavia, o homem mais manso de sua geração pode se encolerizar (Nm 12.3; Nm 11.10-15; Nm 20.11-12). Nem o próprio Deus bondoso deixa de se indignar e se irar com o pecado dos homens (Rm 1.18). Assim, é interessante notar que o filósofo grego Aristóteles (aluno de Platão e professor de Alexandre, o Grande, século IV) definiu a mansidão como o justo meio entre a ira excessiva e a falta absoluta de ira, ou passividade.

Há um sentido espiritual em “mansos” (praus, gr.), palavra ligada às ideias de “sujeição e subordinação espirituais”, “sem algum tipo de disputa ou resistência”, ao “suportar sem amargura”. Também está bem conectada com a primeira bem-aventurança, os pobres de espírito (Is 11.4; Is 29.19). Aparentemente, a única diferença está nas relações, isto é, a primeira se refere a Deus e a segunda aos homens. Portanto, a terceira bem-aventurança ensina que são extremamente felizes os cristãos que se “submetem ao Senhor diante de qualquer situação”, mantendo no coração “à disposição de sofrer dano ao invés de causá-lo” (Kistemaker), deixando tudo nas mãos do Deus vivo. Nesse sentido, os cristãos aprendem o modelo de Cristo. Jesus é o seu padrão de mansidão (Mt 11.29), pois Ele se submeteu a vontade do Pai (Jo 4.34; Fp 2.8). Desse modo, o povo de Deus entende o valor da mansidão. Além do modelo divino, o próprio Espírito Santo produz o fruto de mansidão no cristão. Esse é o seu valor prático (Ef 4.2; Cl 3.12; 1 Pe 3.4, 14; Gl 5.23; 1 Tm 6.11; 2 Tm 2.25; Tg 1.21; Tg 3.13). Em tudo isso se vê que o cristão manso é aquele que não se ressente, que não guarda rancor. A mansidão será o antônimo de “espírito vingativo”.

Qual é a promessa desta bem-aventurança? Muito além da terra arável, o chão ou os continentes deste mundo, o texto diz que os mansos “herdarão a terra”, isto é, a nova e durável terra da justiça: “Mas os mansos herdarão a terra e se deleitarão na abundância de paz... Aqueles a quem o SENHOR abençoa possuirão a terra; e serão exterminados aqueles a quem amaldiçoa. Os justos herdarão a terra e nela habitarão para sempre. Espera no SENHOR, segue o seu caminho, e ele te exaltará para possuíres a terra; presenciarás isso quando os ímpios forem exterminados”... “Nós, porém, segundo a sua promessa, esperamos novos céus e nova terra, nos quais habita justiça”... “Porque não somente vos compadecestes dos encarcerados, como também aceitastes com alegria o espólio dos vossos bens, tendo ciência de possuirdes vós mesmos patrimônio superior e durável. Não abandoneis, portanto, a vossa confiança; ela tem grande galardão. 36 Com efeito, tendes necessidade de perseverança, para que, havendo feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa” (Sl 37.11, 22, 29, 34; 2 Pe 3.13; Hb 10.34-36).

Rev. Ângelo Vieira da Silva

JESUS, O GRANDE EU SOU – PARTE 7 - CAMINHO



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 


PRESBITÉRIO DE RESPLENDOR: 60 ANOS

Com o desdobramento do Presbitério Leste de Minas para a formação do Presbitério Norte de Minas intensificou-se de modo notável a evangelização das férteis zonas do Vale do Rio Doce, tendo sido necessário um novo desdobramento para a organização de dois presbitérios em 1952: Vale do Rio Doce e Caratinga. Novo impulso de progresso coroou o esforço de uma plêiade de consagrados obreiros da vinha do Senhor nesta rica região com o surgimento de novas igrejas. Assim sendo, em 1955 o rol do Presbitério do Vale do Rio Doce já contava 27 Igrejas, tornando-se necessário um novo desdobramento para maior expansão do Reino de Deus. Então, o Sínodo Minas-Espírito Santo, em sua reunião de julho de 1955 em Dom Cavatti, atendendo o desejo de nossa região, determinou a organização do Presbitério de Resplendor, o que se concretizou na data de 06/01/1956 no templo da Igreja Presbiteriana de Resplendor (atual sede do PRSP), sendo o Rev. Orlando Sathler o Relator da Comissão de Organização. 

As primeiras igrejas de nosso Presbitério foram Mutum, Lajinha do Mutum, Resplendor, Fanal, Alto Ituêto, Aimorés, Pedra de Jacó, Sossego, Santa Cruz, Salém, Betel, Areia Branca – oriundas do Presbitério Vale do Rio Doce – Alto Rio Novo, Elim e Baixo Guandu – cedidas pelo Presbitério de Vitória. Os primeiros ministros foram os Reverendos Galdino do Nascimento, Jeconias Ferreira da Cunha, Júlio Salles, Ademário da Silva e Antônio Nunes de Carvalho.

Hoje o Presbitério de Resplendor possui 08 igrejas (Primeira, Segunda e Terceira de Resplendor, Alto Ituêto, Aimorés, Parque dos Eucaliptos, Baixo Guandu e Mutum), 20 congregações e 06 pontos de pregação reunindo quase três mil membros entre comungantes e não-comungantes. Além disso, o concílio dispõe de 12 pastores, 45 presbíteros, 80 diáconos, 08 missionários, 07 seminaristas/ibelinos, 12 evangelistas e 05 aspirantes.

Rev. Ângelo Vieira da Silva

JESUS, O GRANDE EU SOU – PARTE 6



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 

BEM-AVENTURADOS OS QUE CHORAM


“Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados”...
“... Bem-aventurados vós, os que agora chorais, porque haveis de rir” (Mt 5.4; Lc 6.21b).

Equivocam-se aqueles que sugerem que o choro da bem-aventurança refere-se apenas ao pranto pelo luto ou “todo e qualquer choro”. As pessoas choram por alegria e tristeza; pranteiam por diferentes situações da vida. Dos motivos mais triviais (como um time de futebol) aos mais complexos (perda de um ente querido), o ser humano se expressa pelas lágrimas. Considerar todo pranto dentro da bem-aventurança é vulgarizar a bem-aventurança. Jesus está falando de um choro específico, que produz arrependimento para a salvação: “Porque a tristeza segundo Deus produz arrependimento para a salvação, que a ninguém traz pesar; mas a tristeza do mundo produz morte” (II Co 7.10). Ademais, apesar de a expressão grega ter sua relação com o luto, as bem-aventuranças são de teor espiritual e se seguem uma à outra. Ora, se reconheci minha pobreza espiritual na primeira bem-aventurança, choro por essa condição na segunda. Se há luto aqui é um pesar espiritual. Daí a exortação do Senhor Jesus: “Ai de vós, os que estais agora fartos! Porque vireis a ter fome. Ai de vós, os que agora rides! Porque haveis de lamentar e chorar” (Lc 6.25).

“Choram” (pentheo, gr.) refere-se ao “ser afetado profundamente”, “àquele que pranteia intensamente por alguém morto”. De fato, é o que ocorre na vida espiritual. Logo, a bem-aventurança ensina que são extremamente felizes os cristãos que, reconhecendo sua condição espiritual de morte, lamentam as consequências produzidas por seus atos pecaminosos diante do Deus vivo. A segunda bem-aventurança é uma consequência da primeira. Portanto, qualquer cristão deve prantear pela desobediência à Lei (Sl 119.136), pelas ações dos adversários (Sl 6.6-8), pelo pecado do povo (Ed 10.6). Todavia, amanhã os cristãos não mais chorarão. Tudo passará na eternidade com Deus, inclusive o pranto: “Tragará a morte para sempre, e, assim, enxugará o SENHOR Deus as lágrimas de todos os rostos, e tirará de toda a terra o opróbrio do seu povo, porque o SENHOR falou”... “Os que com lágrimas semeiam com júbilo ceifarão”... “E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram” (Is 25.8; Sl 126.5; Ap 21.4).

Finalmente, pergunto: qual é a promessa desta bem-aventurança? Ora, o riso pelo consolo providente de Deus: “Tenho visto os seus caminhos e o sararei; também o guiarei e lhe tornarei a dar consolação, a saber, aos que dele choram”... “Como alguém a quem sua mãe consola, assim eu vos consolarei; e em Jerusalém vós sereis consolados” (Is 57.18; Is 66.13). “Consolados” (parakletos, gr.) é o termo também utilizado para o Advogado Jesus e o Espírito Consolador, aqueles que se “posicionam ao nosso lado”. Haveremos de “sorrir” porque o Senhor nos consolará: “Em verdade, em verdade eu vos digo que chorareis e vos lamentareis, e o mundo se alegrará; vós ficareis tristes, mas a vossa tristeza se converterá em alegria. A mulher, quando está para dar à luz, tem tristeza, porque a sua hora é chegada; mas, depois de nascido o menino, já não se lembra da aflição, pelo prazer que tem de ter nascido ao mundo um homem. Assim também agora vós tendes tristeza; mas outra vez vos verei; o vosso coração se alegrará, e a vossa alegria ninguém poderá tirar” (Jo 16.20-22).

Rev. Ângelo Vieira da Silva

JESUS, O GRANDE EU SOU – PARTE 5B



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 

JESUS, O GRANDE EU SOU - PARTE 5A



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 

JESUS, O GRANDE EU SOU - PARTE 4



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 

JESUS, O GRANDE EU SOU - PARTE 3



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 

JESUS, O GRANDE EU SOU - PARTE 2



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 

BEM-AVENTURADOS OS POBRES DE ESPÍRITO


“Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus”... “Então, olhando ele para os seus discípulos, disse-lhes: Bem-aventurados vós, os pobres, porque vosso é o reino de Deus” (Mt 5.3; Lc 6.20).

“Não poderemos ser cheios enquanto não formos primeiramente esvaziados” (D. M. Lloyd-Jones). É justamente esse o ensino da primeira bem-aventurança. Naturalmente, muitos associam a bem-aventurança com uma condição exterior ou uma espiritualidade inferior. Equívocos. Ora, é certo que a condição exterior não leva alguém à felicidade real. Sabemos que os ricos eram invejados e os pobres eram humilhados no contexto de Tiago, por exemplo: “Ouvi, meus amados irmãos. Não escolheu Deus os que para o mundo são pobres, para serem ricos em fé e herdeiros do reino que ele prometeu aos que o amam? 6 Entretanto, vós outros menosprezastes o pobre. Não são os ricos que vos oprimem e não são eles que vos arrastam para tribunais?” (Tg 2.5-6). Contudo, além de uma percepção material, o livro de Apocalipse ensina como alguém pode ser pobre embora se julgue rico e como pode ser rico em meio à pobreza: “pois dizes [Laodicéia]: Estou rico e abastado e não preciso de coisa alguma, e nem sabes que tu és infeliz, sim, miserável, pobre, cego e nu”... “Conheço a tua tribulação [Esmirna], a tua pobreza (mas tu és rico) e a blasfêmia dos que a si mesmos se declaram judeus e não são, sendo, antes, sinagoga de Satanás” (Ap 3.17; Ap 2.9). Igualmente, a bem-aventurança de Jesus não premia aqueles com uma espécie de espiritualidade inferior. “Pobre em espírito” está relacionado ao espírito da pessoa, à sua essência e estado espirituais, não aos seus atos de espiritualidade. Logo, não é esse o sentido da bem-aventurança. A vida espiritual do cristão deve ser rica: “pois conheceis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, que, sendo rico, se fez pobre por amor de vós, para que, pela sua pobreza, vos tornásseis ricos”... “entristecidos, mas sempre alegres; pobres, mas enriquecendo a muitos; nada tendo, mas possuindo tudo” (2 Co 8.9; 2 Co 6.10). 

Humildes/pobres” (ptochos, gr.) refere-se àquele que é “necessitado”. Assim, associando-se a expressão “de espírito”, interpreta-se que são extremamente felizes os cristãos que se convenceram de sua pobreza espiritual, tornando-se conscientes de sua miséria e necessidade do Deus vivo, tal como Davi: “Eu sou pobre e necessitado; ó Deus, apressa-te em valer-me, pois tu és o meu amparo e o meu libertador. SENHOR, não te detenhas!” (Sl 70.5). Ora, Jesus quer cristãos sem orgulho (Lc 18.13; Pv 16.19), que admitem sua condição (Rm 7.14), temem a Deus (Is 66.2) e se arrependem de seus pecados (Jl 2.13; Mt 3.2): “Melhor é ser humilde de espírito com os humildes do que repartir o despojo com os soberbos”... “Porque bem sabemos que a lei é espiritual; eu, todavia, sou carnal, vendido à escravidão do pecado”... “Porque a minha mão fez todas estas coisas, e todas vieram a existir, diz o SENHOR, mas o homem para quem olharei é este: o aflito e abatido de espírito e que treme da minha palavra”... “Rasgai o vosso coração, e não as vossas vestes, e convertei-vos ao SENHOR, vosso Deus, porque ele é misericordioso, e compassivo, e tardio em irar-se, e grande em benignidade, e se arrepende do mal”. Naturalmente, assim serão “ricos de espírito” com uma promessa inabalável. Sim, a bem-aventurança tem sua promessa. Qual é? Obviamente, a posse do reino dos céus: “porque deles/vosso é o reino dos céus”.

Rev. Ângelo Vieira da Silva

AS 7 IGREJAS DO APOCALIPSE - 7ª PARTE



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 

AS 7 IGREJAS DO APOCALIPSE - 6ª PARTE



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui. 

AS 7 IGREJAS DO APOCALIPSE - 5ª PARTE



________________________________________________________________________________________
Todas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse outras mensagens e estudos agora, clicando aquiaqui ou aqui.

LIÇÕES SOBRE O LOUVOR AO SENHOR - PARTE 2




imagesTodas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse agora, clicando aquiaqui ou aqui.

LIÇÕES SOBRE O LOUVOR AO SENHOR - PARTE 1




imagesTodas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse agora, clicando aquiaqui ou aqui.

EU JÁ NASCI DE NOVO




imagesTodas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja, bem como no SoundCloud. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse agora, clicando aquiaqui ou aqui.

AS 7 IGREJAS DO APOCALIPSE - 4ª PARTE


imagesTodas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse agora, clicando aqui ou aqui.

QUANTO TEMPO JEJUAR?


“Coisas boas podem causar grandes males”. Essa frase do batista calvinista John Piper é extremamente relevante no contexto de compreensão acerca do tempo de jejum. Ora, aquilo que é uma prática intensamente benéfica para o povo de Deus, pode causar extremos problemas se não for cuidadosamente ensinada e compreendida. É possível competir veladamente com outros cristãos que jejuam, por exemplo. O dano estará firmado em se considerar mais espiritual o que jejua por tempo maior, em detrimento aos “fracos”. 

A partir do reconhecimento que o jejum bíblico é recomendado, quaisquer períodos de tempo atribuídos ao jejum deverão se limitar à mesma condição. Como será observado nesta pastoral, a Bíblia apresenta variados períodos de jejum e, as bênçãos decorridas da prática não estão associadas ao tempo de duração, mas ao sincero coração, não ao calendário, mas ao que é prioridade. O jejum jamais será mais “abençoador” pelo número estrito de horas, dias ou anos a qual pode ser praticado – como pensaria um fariseu (Lc 18.12) –, mas pela qualidade de tempo no qual é exercido, buscando a Deus de todo o coração e humilhação (II Cr 7.14).

Por outro lado, em um sentido prático, a constância do jejum possibilitará mais jejuns e por períodos maiores, como um condicionamento ou treinamento. Antes de qualquer outra inferência, vejamos alguns textos bíblicos que revelam os períodos de jejum praticados pelos servos de Deus: II Sm 3.35; Jz 20.25-26; II Sm 1.12; Dn 6.18; Lv 23.27; I Sm 7.6; Et 4.16; Ed 10.6; At 9.9, 19; I Sm 31.13; II Sm 12.16-18; Dn 10.3; Lc 4.2; I Re 19.8; Ex 24.18; Sl 109.24; Ne 1.4; Mt 9.15; Lc 2.37; At 14.23. Considerando esses e muitos outros textos da Sagrada Escritura, subscrevo que a variedade de períodos ensina que cada servo de Deus deve definir seu próprio período de jejum, sem regras fixas definidas a partir dos prazos apresentados na Bíblia, mas lembrando que:

1. O período da prática do jejum é de importância secundária. Bem mais importante que o período, é o propósito, a oração, a discrição, a cautela, a sinceridade, etc. As Escrituras apresentam vários íntegros períodos de jejum, desde horas até tempos indefinidos. O período não é determinante para a sinceridade, mas a sinceridade é determinante em seu período de jejum. À vista disso, a exortação divina registrada em Zacarias revela um povo que tinha tempo para jejuar, mas não era fiel; o profeta conclama à mudança (Zc 7.5; Zc 8.19). O que os une diferentes períodos de jejum é a fome por Deus, que extrapola os limites de qualquer calendário que se possa elaborar.

2. O período da prática do jejum é uma decisão pessoal. A despeito da possibilidade da convocação de um jejum para um determinado período, cada cristão deve levar em conta seus próprios limites e disponibilidade. Sim, a Escritura demonstra que muitos jejuns promulgados tiveram seu tempo determinado. Ora, quer dizer que seu jejum não pode continuar? Que se não for possível para alguém jejuar no tempo determinado estará pecando? Não creio, principalmente pelas atitudes de Saul (II Sm 14.24-32), legalista, e de Jesus, que falou de um tempo na qual jejuaríamos. Seja sábio ao administrar esse tempo, indeterminado na visão do Mestre.

Jejum não é barganha. Por isso, tenha cuidado com o legalismo que “nunca produz santidade genuína, apenas medo e hipocrisia, pois as pessoas passam a viver uma vida dupla”. Lembre-se do ensino paulino à Igreja em Colossos (Cl 2.20-24): “Se morrestes com Cristo para os rudimentos do mundo, por que, como se vivêsseis no mundo, vos sujeitais a ordenanças: não manuseies isto, não proves aquilo, não toques aquiloutro, segundo os preceitos e doutrinas dos homens? Pois que todas estas coisas, com o uso, se destroem. Tais coisas, com efeito, têm aparência de sabedoria, como culto de si mesmo, e de falsa humildade, e de rigor ascético; todavia, não têm valor algum contra a sensualidade”.

Rev. Ângelo Vieira da Silva

AS 7 IGREJAS DO APOCALIPSE - 3ª PARTE


imagesTodas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse agora, clicando aqui ou aqui.

AS 7 IGREJAS DO APOCALIPSE - 2ª PARTE


imagesTodas as pregações, mensagens, palestras, devocionais e estudos bíblicos do Rev. Ângelo Vieira da Silva, gravadas no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor (MG), estão disponíveis para a edificação dos internautas nos perfis 4SHARED do autor e da Igreja. Além de ouvir, o leitor poderá compartilhar os arquivos MP3/WAV com seus contatos e, até mesmo, realizar o download que desejar. Acesse agora, clicando aqui ou aqui.